“BRA 029 – CRIOULA “ no Rolex Circuito Atlântico Sur 2019

Publicado por Mirela Pinho
Em:

Neste domingo, 13/01 às 12.00 horas dez tripulantes conduzem o Crioula (Veleiros do Sul) nas regatas do Rolex Circuito Atlântico Sul, em Buenos Aires (Argentina).

O Circuito organizado pelo Yacht Club Argentino, corre de 13 a 19 de Janeiro e tem início com a Regata Olívos / Buenos Aires (ARG)/ Punta del Este (ROU).

 

O Brasil será representado por 03 times, na Fórmula ORC Internacional: – BRA 029 Crioula/Soto 40 Cmte. Renato Plass (VDS) e – BRA 035 Pajero/Soto 40 Cmte Eduardo S. Ramos (ICS). Na Fórmula IRC:- BRA 364 Madrugada / Frers 41 Cmte. Niels Rump (VDS).

 

Os velejadores do Crioula almejam uma nova vitória nas águas do Atlântico pois foram os vencedores do Circuito na edição de 2018. Também, no mesmo ano,conquistaram o Circuito de Vela de Ilha Bela, Circuito Rio, Campeonato Brasileiro e o Campeonato Sul Americano de sua Classe.

 

De acordo com o Samuel Albrecht, Manager do Crioula, o objetivo do Time é ganhar o campeonato: “Viemos de um ano muito bom. Ganhamos os principais eventos da Vela Brasileira de 2018 e estamos muito motivados para fazer um bom campeonato” comenta Samuel dizendo que os barcos uruguaios e argentinos, muito bem preparados e tripulados, devem dificultar muito a segunda conquista.

 

O Circuito Atlântico Sur, patrocinado pela Rolex, é composto de 07 regatas: uma regata longa de Buenos Aires à Punta del Este, com largada as 12 horas desse domingo,13/01, e com previsão de chegada a Punta del Este na segunda,14/01. Na terça,15/01, a flotilha descansa e o barco realiza manutenção. O Circuito recomeça, quarta feira 16/01, às 13.00 horas na baía de Punta del Este com 02 regatas barla-sota.Quinta-feira 17/01 (13.00h) é dia da regata de percurso Circuito La Barra.Já na sexta-feira,18/01 outras duas regatas barla-sota também as 13.00h e no sábado,19/01, mais um percurso, às 11.00 horas,Regatta Regresso a Goritti.

 

  •  Mais sobre o Crioula

Ainda de acordo com Samuel, o projeto Crioula iniciou em novembro de 2010 e desde então o veleiro disputa os principais eventos de vela do Brasil, sendo seis eventos por ano, entre eles Circuito de Florianópolis, Semana de Vela de Búzios, Semana de Vela de Ilha Bela, Circuito Rio, Regata Santos-Rio e o Rolex Circuito Atlântico Sur em Punta del Este.

O Crioula 29 é o segundo veleiro do projeto. O Crioula 03, barco igual ao 29, foi adquirido usado sendo o pioneiro numa trajetória de quarenta regatas. O Crioula 29 foi projetado em 2008 pelo argentino Javier Soto Acebal. O barco foi construído em 2011, e no ano seguinte já iniciou no Circuito Rolex Punta del Este.

 

  • Velas, instrumentos e cabos do Crioula

As velas do Crioula são da marca North Sails. ” Inicialmente velejávamos com as velas 3DL que eram velas laminadas. Agora utilizamos as velas 3DI que também são velas laminadas mas sem o tecido de mylor . É uma vela um pouco mais durável e que mantém a forma por mais tempo” comenta Samuel completando que a marca possibilita o acesso a desenhos e a desenvolvimento das Velas para o Crioula.

Na parte de instrumentos o Crioula usa B&G Sailing. ” Essa é uma marca bem sólida e nos atende muito bem. O Crioula não tem uma demanda muito grande de instrumentos. São só telas repetidoras que nos passam as informações e um sistema de leitura de vento, que deve ser muito preciso com vento e direção além das informações secundárias referente a velocidade do barco “Não usamos muito eletrônicos, o barco é bastante simples, é um “grande monotipo” com alguns eletrônicos”.

Já quanto a cabos o Crioula usa a marca italiana Maffioli. “Os cabos também tiveram uma evolução interessante nos últimos tempos. Cada capa de cabo tem um tipo de uso no barco, então no Crioula variamos bastante o uso deles” frisa. O estaiamento do Crioula é de cabo e o mastro é de fibra de carbono.

 

  • Circuito

O site oficial https://rcas.org.ar/# do evento disponibiliza “localizadores satelitais “ para acompanhamento em tempo real da regatas.

 

O RGYC deseja bons ventos ao Crioula e a sua tripulação, ao Madrugada e sua tripulação e ao Pajero e sua tripulação.

© Rolex / Matias Capizzano

Comentários

comentários