EXPERIÊNCIA DA GESTÃO 2016/2018 NA ÁREA SOCIAL É RELATADA PELO VICE-COMODORO

Publicado por Mirela Pinho
Em:

Para o Vice-Comodoro Social, Alberto Gonçalves, pensar no futuro do Rio Grande Yacht Club (RGYC) é resgatar no passado todo esforço,  união e  ousadia de velejadores que foram firmes na idéia de proporcionar já em 1934 um clube destinado aos esportes náuticos em Rio Grande. Gonçalves comenta um pouco da experiência na área social, gestão 2016/2018, e fala quais foram os eventos essenciais que fizeram o clube recuperar a alegria de antigamente.  Acompanhe.

 

O Vice-Comodoro explica que atualmente o RGYC possui, em seu quadro de sócios, navegadores, tenistas, paddlelistas, jogadores de futebol, praticantes da ginástica laboral entre outros sócios que utilizam o clube para os momentos de lazer em família. Mas nos últimos tempos houve evasão de sócios devido ao RGYC ser um clube náutico e de grande parte de seus contribuintes não possuem barco ou não praticarem esportes náuticos. ” Acho que este é o grande desafio.Temos que ‘chamar e incluir’ estes sócios no meio náutico e ao mesmo tempo apresentar opções de praticas esportivas e convívio social para os praticantes de outros esportes existentes no clube” explica.

 

Gonçalves também comenta como foi delicada trabalhar a questão social já que o RGYC encontrava-se em uma condição financeira delicada, o número de sócios  solicitando desligamento do quadro social era expressivo, a Escola de Vela sem alunos e a má gestão do Restaurante eram preocupações constantes.

 

Assim, de acordo com o Vice-Comodoro, foi criado um plano estratégico para reorganizar a casa. ” Investimentos na Escola de Vela, a recuperação da quadra de paddel e a parceria com a Academia Energia, que proporcionou atividades ao ar livre e também na piscina, como exemplo as aulas de hidroginástica e de natação para crianças, foram o começo da caminhada” comenta. Além disso, Gonçalves explica que  a criação da sala de ginástica, com presença de um professor de Educação Física e equipamentos doados pelos próprios sócios foram fundamentais para o andamento de uma área que antes não era explorada pelo clube, a de ginástica.

 

Alberto enfatiza a reestruturação do restaurante e também a definição de um responsável para assumi-lo prestando um serviço de ótima qualidade para os associados e seus convidados.  “A retomada dos jantares do velejador, as regatas, os passeios de chalupa para a Ilha dos Marinheiros, os torneios de tênis, as festas da Deep Sunset, o Reveillon 2016/17, a Optifest, a inauguração do YACHT CAFÉ e as festas de abertura de temporada animaram os sócios e outras pessoas que começaram a enxergar no clube um local perfeito para desfrutar com a família” frisa.

 

O Vice-Comodoro, que foi criado no RGYC e é velejador desde os 13 anos, finaliza  dizendo que espera que os sucessores mantenham o trabalho realizado. Além disso, que proporcionem ao clube novos projetos para o contínuo melhoramento do RGYC. “A nova comodoria deve gerir  o Yacht com profissionalismo, respeito, coragem e muito amor, pois o RGYC é como o pátio de nossas casas, é a extensão de nossas famílias!” define o sócio do Yacht desde setembro de 1989.

Comentários

comentários