Veleiro argentino Gipsy II no RGYC

Publicado por Mirela Pinho
Em:

O veleiro Gipsy II, construído em Buenos Aires em 1932 e desenhado pelo artista argentino Manoel Campos, está atracado no Rio Grande Yacht Club (RGYC) desde a última quinta-feira(12). Os três navegadores argentinos e também carpinteiros, Horacio Sánchez, de 73 anos, Daniel Ansalone, de 69, e Martín Álvarez, de 42, que recuperaram a embarcação durante oito anos, em um galpão localizado em Mar del Plata, passaram por alguns apuros nas últimas semanas de junho.

 

Quando partiram de Porto Belo (SC) com destino a Mar del Plata (Argentina) foram surpreendidos por uma tempestade próximo a Imbituba (SC) e o percurso que levaria três dias até o Rio Grande, levou onze. “Tivemos problemas sérios com o mastro e outros na estrutura do barco, além do rompimento de algumas velas, mas durante todo o tempo sabíamos nossa localização e quando as condições climáticas melhoraram ficamos navegando com apoio do motor ” afirma o Comandante do Gipsy II, Horacio Sánchez.

 

Ainda de acordo com o Capitão quando pegaram o temporal pela proa resolveram “correr com o vento” durante um certo tempo e isso fez com que se afastassem da costa em torno de 160 milhas, o que provocou mais 07 dias de bordejo (navegada em contra vento) não previstas inicialmente.
O veleiro era procurado desde 26 de junho e foi rebocado no sábado, 07 de julho, por uma embarcação que os trouxe até o porto rio-grandino.

 

Os três organizam o barco no RGYC para continuar a viagem até Mar del Plata. Estão aguardando o vento favorável para partir na próxima terça-feira (17). Enquanto isso, eles estão aproveitando para conhecer os Museus da cidade. “Agora só falta o Museu Náutico que gostaríamos de conhecer. Já fomos na catedral, no mercado e no Museu Oceanográfico ” afirma o velejador Daniel Ansalone. O argentino ainda completa dizendo que é a segunda vez que atracam no Yacht e sempre são recebidos muito bem. ” Vivi em terras brasileiras no ano de 1974, em Santos (SP), tenho muito carinho pelo Brasil” completou.

 

Segundo os velejadores, o Gipsy II é um veleiro antigo, com muita história e suporta temporais fortes. Agora, em Mar del Plata, o barco passará por restaurações. O objetivo é retornar com Gipsy II para o Brasil e deixá-lo em Florianópolis ou Ilha Bela. Os velejadores gostam de Santa Catarina e há três anos deixam o barco em uma dessas cidades e retornam a Argentina por terra.

 

O RGYC deseja bons ventos a esses corajosos velejadores, que amam o mar e aventuras.

Comentários

comentários